5 fatos sobre a CEI

Conheça mais sobre essa organização internacional

 

1 – A Comunidade dos Estados Independentes (CEI) é uma organização internacional (saiba mais aqui) que visa a cooperação entre países que eram membros da extinta União Soviética. Fundada oficialmente em 21 de dezembro de 1991, a CEI conta atualmente com 11 filiados.

 

Países membros da CEI

 

2 – A sede da organização fica em Minsk, capital da Bielorrússia (Belarus). Atualmente, seus 11 membros são: Rússia, Armênia, Ucrânia, Bielorrússia, Moldávia, Quirguistão, Cazaquistão, Turcomenistão (saiba mais aqui), Tajiquistão, Uzbequistão e Azerbaijão (entenda mais clicando no link). A Geórgia fazia parte do grupo, mas saiu em 2009 por conta das desavenças diplomáticas com a Rússia. Ucrânia e Turcomenistão são associados, mas não ratificaram o tratado de criação da CEI, e por isso não são considerados membros oficiais.

 

 

3 – Das 15 repúblicas soviéticas, apenas 3 nunca fizeram parte da organização: Estônia, Letônia (saiba mais aqui) e Lituânia. Este fato ocorreu pois os 3 países foram anexados pela União Soviética após a Segunda Guerra Mundial, e portanto, tinham uma relação difícil dentro do grupo.

 

Cúpula da CEI em 2001

 

4 – A CEI foi fundamental para a manutenção da independência dos países formados após o fim da União Soviética. Inclusive, em 1992, tanto nas Olimpíadas de Verão, quanto nas de Inverno, a Comunidade dos Estados Independentes participou junta dos eventos. Nos Jogos Olímpicos de Barcelona, a organização (com 12 membros) faturou 45 medalhas de ouro, sendo primeiro lugar geral no quadro de medalhas. Nos Jogos de Inverno, em Albertville, a CEI (que contou com apenas 6 associados) faturou 9 ouros e ficou no segundo lugar geral.

 

 

 

5 – Mesmo sendo uma zona de cooperação, os países-membros não aderiram a nenhum acordo comercial ou econômico. Foi apenas acertado que os Estados utilizariam o capitalismo, em contramão ao modo de produção socialista da União Soviética. Em 2011, 9 associados acordaram em iniciar as discussões para a criação de uma zona de livre comércio entre eles, o que iniciaria um processo de integração regional. Com as difíceis relações diplomáticas entre Rússia e Ucrânia, a última ameaça sair da organização, o que seria um pesado golpe para a CEI.  

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •