5 fatos sobre Charles Augustin de Coulomb

Conheça mais sobre esse físico e militar francês

 

1 – Infância e juventude

Nascido em 14 de junho de 1736, Charles Augustin de Coulomb foi um físico e militar francês. Natural de Angoulême, teve importante contribuição no estudo da eletricidade e do magnetismo. De família rica, se mudou para Paris na adolescência. Estudou em um prestigiado colégio. Seu pai perdeu todo o dinheiro da família em empreendimentos infrutíferos, se mudando para Montpellier. Lá, o futuro cientista entrou na academia de ciências da cidade.

 

Balanço de torção de Coulomb

 

2 – Engenharia e carreira militar

Pouco tempo depois retornou para Paris, visando se preparar para entrar na escola militar de engenharia. Em 1761 se formou como engenheiro militar. Em 1764 partiu para a Martinica – domínio francês no Caribe – com a missão de supervisionar a construção de um forte. Permaneceu na ilha até 1772, aprendendo na prática diversas lições sobre atrito, mecânica e a elasticidade e a composição de materiais. De volta em 1773, Coulomb decidiu se dedicar à experimentação científica.

 

Os nomes de 72 cientistas franceses, matemáticos e engenheiros estão gravados na torre Eiffel, incluindo a de Coulomb.

 

3 – Cientista

Nos anos seguintes, manteve seu emprego como engenheiro militar, mas se dedicou muito mais às suas pesquisas. Foi premiado duas vezes pela Academia de Ciências da França. Ao aprimorar a balança de torção – aparelho que mede variações muito leves entre os elementos estudados -, Coulomb pôde fazer experimentos com magnetismo e o atrito. No entanto, sua maior contribuição ainda estava por vir.

 

Lei de Coulomb.

 

4 – A lei de Coulomb

Ao estudar a eletricidade a partir da balança de torção, o físico francês percebeu que a atração ou a repulsão são diretamente proporcionais às cargas elétricas (que representam a massa). Deste modo, Coulomb descobriu que a eletricidade também é regida pela Lei da Gravidade descoberta por Newton (saiba mais aqui). Essa constatação foi essencial para o estudo da eletrostática e ficou conhecida como lei de Coulomb.

 

5 – Fim da vida

Sua vida mudou muito após a Revolução Francesa: aposentou-se do exército, se mudou para o subúrbio de Paris e a Academia de Ciências foi dissolvida. Passou a fazer suas experiências em casa, além de conseguir um cargo burocrático em 1802. Faleceu na capital francesa em 1806, com 70 anos de idade. A unidade de carga elétrica chama-se coulomb (C) em sua homenagem.

  • 4
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •