5 fatos sobre Dom Bosco

Conheça mais sobre esse importante sacerdote

 

1 – Dom Bosco, nasceu em 16 de agosto de 1815 e foi um sacerdote católico italiano, fundador da Pia Sociedade São Francisco de Sales e proclamado santo em 1934. Foi aclamado por São João Paulo II como o “Pai e Mestre da Juventude”, por ser um dos criadores do sistema preventivo em educação. Além disso, ele é o padroeiro da capital federal do Brasil, Brasília.

 

Presbítero; “Pai e Mestre da Juventude”;
Fundador da Congregação Salesiana

 

2 – A Congregação salesiana é uma Congregação religiosa da Igreja Católica Apostólica Romana, foi fundada em 1859 por São João Bosco e aprovada em 1874 pelo Papa Pio IX. Seu nome é popularmente conhecido por salesianos de Dom Bosco, o que determina sua sigla: SDB. Os principais destinatários da missão salesiana são os jovens, especialmente os pobres e em situação de risco. Ela é composta por irmãos de vida consagrada, que fazem votos simples de castidade, pobreza e obediência.

 

Basílica de Dom Bosco em Castelnuovo Don Bosco, Itália

 

3 – Quando tinha apenas dois anos de idade seu pai morreu. Diante da difícil situação econômica que passava o norte da Itália, sua infância foi marcada pela pobreza da família. Ele fez a sua primeira comunhão em 1826 e começou a estudar em 1828. Quando completou vinte anos, ingressou no Seminário de Chieri, sendo ordenado sacerdote em 5 de junho de 1841. Após a ordenação, transferiu-se para Turim, na Itália.

 

Santa Maria Mazzarello.

 

4 – Em 1863 a oficina começa a acolher meninas órfãs. O seu trabalho é supervisionado pelo Pe. Domingos Pestarino, que havia se associado aos salesianos. Com o auxílio de Pestarino, Bosco propõe às jovens que se organizem como uma congregação religiosa, com o nome de Filhas de Maria Auxiliadora e em 5 de agosto de 1872 as primeiras salesianas fazem seus votos. Maria Mazzarello foi a primeira superiora da congregação.

 

Estátua de Dom Bosco em La CoruñaEspanha.

 

5 – Ele faleceu em 31 de janeiro de 1888. O momento da beatificação de Dom Bosco (1929) coincide com a Concordata de São João de Latrão. Entretanto, a coincidência não é gratuita, ela representa naquele momento, uma expressão de nacionalismo italiano, com Mussolini elogiando Dom Bosco e com Pio XI pondo fim ao poder temporal da Igreja, permitindo a final unificação da Itália e considerando Mussolini um “homem da Providência”. Na canonização de Dom Bosco em (1934) o contexto será bem outro. Descontente com os rumos do fascismo e do nazismo, Pio XI escreverá duas encíclicas, uma em alemão e outra em italiano, condenando ambas as ideologias.

  • 9
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •