5 fatos sobre John Rockefeller

Conheça mais sobre a vida deste magnata dos Estados Unidos

 

1 – infância e juventude

John Davison Rockefeller foi um megaempresário norte-americano nascido em 8 de julho de 1839. Natural do estado de Nova York, era filho de um vendedor itinerante e de uma dona de casa. Seu pai era muito ausente em casa, além de ter vários casos amorosos, enquanto sua mãe era uma pessoa extremamente religiosa e digna. A família se mudou para Cleveland durante sua adolescência, onde fez o ensino médio e paralelamente um curso de contabilidade. Com 16 anos conseguiu seu primeiro emprego como assistente de escritório.

 

Rockefeller com 18 anos (1857)

 

2 – O crescimento

Com apenas 20 anos abriu seu primeiro negócio, em parceria com seu amigo Maurice Clark. Inicialmente investiram em vendas de alimentos no atacado, o que se mostrou bastante lucrativo, mas eles almejavam mais: o recém descoberto petróleo. Descoberto em 1859, o petróleo era uma alternativa mais barata para iluminar as cidades em comparação ao caro óleo de baleia. Em 1863, Rockefeller e alguns sócios construíram uma refinaria em Cleveland. Rapidamente, o negócio se expandiu e o empresário sempre se manteve atento, observando concorrentes e reinvestindo suas finanças no setor. Em 1865 comprou a parte de um dos sócios e em 1866 fez uma sociedade com um dos seus irmãos em outra refinaria.

 

Principal refinaria da Standard Oil, localizada em Cleveland

 

3 – Standard Oil

Com o crescimento dos negócios, Rockefeller fundou a Standard Oil, negócio que rapidamente se expandiu para um dos maiores produtores e transportadores de petróleo e querosene dos Estados Unidos. Muitos dos seus concorrentes não gostavam de como ele utilizava as ferrovias para benefício próprio, o que causou um grande mal estar nacional. Esse fato fez o empresário comprar 22 das 26 principais concorrentes somente em um dia, mostrando sua força absurda. Em menos de 10 anos a empresa era responsável pela produção de centenas de produtos à base de petróleo, além de refinar cerca de 90% de todo o óleo norte-americano.

 

Rockefeller com seu filho Jr. (1915)

 

4 – A expansão desenfreada

Na década de 1880, a Standard tinha braços em todos os estados produtores de petróleo dos Estados Unidos, além de investir fortemente na Europa. Também cresceu ao ponto de produzir gasolina para automóveis, gás natural e minerar ferro. Na década seguinte, a Lei Antitruste fez com que Rockefeller tivesse que abandonar seu estilo monopolista e dividisse seu capital em diversas empresas menores em que tivesse uma participação menor nas suas ações. No auge, sua empresa chegou a refinar 90% de todo o petróleo do mundo. Em 1902 se aposentou, mas sempre aconselhava seu filho, que prosseguiu com os negócios da família. Em 1911 teve que definitivamente repartir a Standard Oil em diversos empreendimentos diferentes, entre estes podemos citar: Esso, Mobil, Texaco, Shell e British Petroleum.

 

O magnata em foto tirada no seu aniverário de 91 anos. (1930)

 

5 – O fim

John D. Rockefeller é considerado por muitos o homem mais rico da história. Em certo ponto, sua fortuna correspondia a 2% de todo o PIB norte-americano. Em termos atuais isto corresponderia a 330 bilhões de dólares. Esta riqueza não ficou guardada em bancos, pois o magnata desde sua humilde origem destinava quantias fixas para a Igreja Batista e para instituições de caridade. Em 1890 doou 80 milhões de dólares para a fundação da Universidade de Chicago. Também deu dinheiro para diversas universidade em todo os Estados Unidos, além de criar a Fundação Rockefeller em 1913, com foco em pesquisas na saúde. O megaempresário norte-americano faleceu em 1937, com 98 anos de idade

  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •