5 fatos sobre Thomas Ball

Conheça mais sobre esse importante artista americano

 

1 – Infância e Juventude

Nascido em 3 de junho de 1819, Thomas Ball foi um escultor, cantor e pintor americano. Seu trabalho teve influência marcante na arte monumental nos Estados Unidos, especialmente na Nova Inglaterra. Seu pai, um pintor de casas e de placas, morreu quando ele tinha doze anos de idade. Depois de vários trabalhos marginais para ajudar na renda familiar, Ball passou três anos trabalhando no Museu de Boston, que mais tarde descreveu como “um lugar de diversão” e não um museu de arte Lá, ele entretinha os visitantes desenhando retratos, tocando violino, cantando e consertando brinquedos mecânicos. Ao mesmo tempo em que ele aprendeu sozinho a pintar a óleo, copiando estampas e moldes no estúdio do superintendente do museu.

 

P. T. Barnum (1887), Seaside Park, Bridgeport, Connecticut.

 

2 – Músico
Ball foi um músico talentoso e, desde sua adolescência, trabalhou como cantor pago nas igrejas de Boston. Apresentou-se como solista não remunerado na Sociedade Händel e Haydn no início de 1846 e com essa organização cantou o papel principal na primeira apresentação nos Estados Unidos do oratório Elias de Mendelssohn, e os solos do barítono em Moisés no Egito de Rossini. Em uma visita a Boston anos depois, ele interpretou o papel do barítono na primeira apresentação da Nona Sinfonia de Beethoven, com a orquestra da Germania Musical Society em 2 de abril de 1853.

 

George Washington (1864), The Public Garden, Boston, Massachusetts.

 

3 – Pintor

À medida que as encomendas de pinturas iam chegando, ele mudou de estúdio para estúdio até se instalar em Tremont Row, onde permaneceu por doze anos. Lá pintou vários quadros religiosos e um retrato de Cornelia Wells (Walter) Richards, editora do jornal diário Boston Evening Transcript. Em 1851, voltou sua atenção para a escultura.

 

Charles Sumner (1878), The Public Garden, Boston, Massachusetts.

 

4 – Escultor

Seu primeiro trabalho foi um busto de Jenny Lind, que ele conheceu em sua turnê de 1850 pelos Estados Unidos. Cópias desse trabalho e o busto de Daniel Webster foram muito vendidos e largamente reproduzidos por outros artistas. Aliás, seu trabalho inclui muitos bustos de músicos. Já a sua primeira estátua de uma figura política foi a estátua de mais ou menos meio metro de altura de Daniel Webster, na qual ele trabalhou inicialmente observando fotografias e gravuras até que conseguiu vê-lo passar no estúdio pouco antes de sua morte.

 

Daniel Webster (1868),
Central Park, Nova Iorque.



5 – Últimos anos de sua vida

Aos trinta e cinco anos foi a Florença estudar. Exceto por um período de trabalho em Boston de 1857 a 1865, ele permaneceu lá até 1897 como membro de uma colônia artística. Ele tornou uma prática nunca participar da inauguração de nenhuma de suas obras públicas. Uma vez em Boston conseguiu evitar receber o convite para a dedicação cerimonial de sua estátua do governador Andrew e, em vez disso, foi ver o trabalho mais tarde, visualizando-o de diferentes abordagens. Escreveu mais tarde: “Não foi uma coisa boa que fiz. Estou envergonhado disso agora; mas não conseguiria ficar na plataforma e enfrentar a multidão”. Ball morreu em 11 de dezembro de 1911, na casa de sua filha em Montclair, Eliza Chickering Ball e de seu genro, o escultor William Couper.

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •