5 curiosidades sobre o imperador Galba

Conheça mais sobre esse importante imperador

 

1 – Sérvio Sulpício Galba foi o primeiro dos quatro imperadores do ano de 69, o conhecido como Ano dos Quatro Imperadores. Teve uma brilhante carreira política atingindo o consulado em 33, sendo posteriormente governador da Germânia e procônsul da África (45-60). Nasceu no ano de 3 a.C.

 

Imperador Galba gravado em moeda

 

2 – O seu pai era o cônsul Sérvio Sulpício Galba, já a sua mãe era Múmia Acaica, neta do orador Cátulo e bisneta do militar Lúcio Múmio Acaico. Frutos do primeiro matrimônio do seu pai nasceram Sérvia e um Caio, que fugiu para Roma após malgastar a sua fortuna; posteriormente suicidaria-se como consequência da negativa do imperador Tibério a assinar-lhe uma das províncias após o seu matrimônio com Acaica. O seu pai casou-se com Lívia Ocelina, que o adotou. 

 

Mapa da conquista da Península Ibérica. Galba conduziu a Guerra Lusitana cometendo diversas atrocidades e traições contra os povos lusitanos e chegou a ser julgado em Roma

 

3 – Em 60 passou a governar a Província Tarraconense, onde iniciou a rebelião contra Nero incitado por Caio Júlio Víndice. Proclamado imperador em 68, marchou sobre Roma com o apoio de Otão, obtendo o reconhecimento tanto do Senado quanto dos pretorianos.

 

Estátua – Imperador Galba

 

4 – A sua estatura era mediana; tinha a cabeça calva, olhos azuis, nariz aquilino, e pés e mãos desfiguradas. As suas políticas, bem como a impunidade com a que permitia agir aos seus agentes, trouxe-lhe o ódio do povo e do exército.

 

Estátua – Imperador Galba

 

5 – A 1 de janeiro de 69, duas legiões da Germânia Superior recusaram renovar o juramento de lealdade que os vinculava com Galba. Derrubaram as suas estátuas e exigiram a escolha de um novo imperador. No dia seguinte as legiões da Germânia Inferior nomearam imperador o seu comandante, Vitélio. Esta rebelião fez o imperador compreender a dimensão da sua impopularidade e do descontente do povo. Galba foi assassinado no Fórum Romano na manhã de 15 de janeiro de 69, quando tinha 72 anos de idade. O seu sucessor Otão se suicidou poucos meses depois por conta da derrota na guerra civil contra Vitélio.

  • 10
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •