6 curiosidades sobre o Metrô de Londres

Conheça mais sobre esse importante simbolo londrino

 

1 – Londres, a capital da Inglaterra, tem como um de seus principais símbolos o metrô (the tube ou underground em inglês). A primeira linha desse importante transporte público londrino foi inaugurada em 10 de janeiro de 1863. Isso o torna o sistema de metrô mais antigo do mundo. Atualmente, cerca de 3 milhões de pessoas utilizam as linhas diariamente.

 

Primeiros comboios do  Metrô de Londres

 

2 – Inicialmente, os trens eram movidos a vapor. Poucos meses depois do início do funcionamento, milhares de pessoas já utilizavam esse tipo de transporte. Apenas na década de 1890 os primeiros comboios elétricos foram introduzidos. Na Segunda Guerra Mundial o metrô foi usado como abrigo pelos ingleses para proteção contra os bombardeios nazistas.

 

Cidadãos Londrinos escondidos num dos muitos túneis do Metrô de Londres, durante os bombardeamentos da cidade na Segunda Guerra Mundial, no evento que ficou conhecido por Batalha da Inglaterra.

 

3 – O metrô londrino tem 270 estações divididas por 11 linhas. As linhas abarcam uma distância de 402 km. A velocidade média dos trens é de 33 km/h, mas eles podem chegar até 80 km/h. Conhecido por seus túneis subterrâneos, apenas 45% dos seus trajetos são no subsolo. Os trilhos são energizados a cerca de 630 volts. Normalmente as operações começam às 5h da manhã e são encerradas 1h da matina.

 

Mapa do Metrô de Londres 

 

4 – O bilhete do metrô custa 4,90 libras esterlinas (moeda inglesa). Mas é interessante usar o Oyster Card, cartão com chip que permite recarregar os créditos à medida que a pessoa for viajando. Existem outras opções pré-pagas ou cartões temporários, no entanto, a versão mais utilizada para embarcar nos trens é a anterior. Por dia, aproximadamente 5 milhões de pessoas utilizam o London Underground. Anualmente esse número passa de 1,3 bilhão de passageiros e mais de 2 bilhões de libras recebidas em bilhetes.

 

Oyster Card 

 

5  – Entre as 11 linhas do Metrô de Londres, a mais antiga é a Linha Metropolitana (Metropolitan Line), fundada em 1863 e representada pela cor roxa. A Hammersmith & City Line (rosa) foi inaugurada no ano seguinte. Por outro lado, a Jubilee Line (cinza) iniciou suas operações em 1979, sendo a mais recente. A linha com menos estações e quilometragem é a Waterloo & City Line (turqueza), que conta apenas com duas paradas e 2,5 km de comprimento. Por sua vez, a Central Line (vermelha) é a mais longa, com 74 km de trilhos. A District Line (verde) é a que possui mais estações: 60 no total.

 

Entrada da Estação de Piccadilly Circus, durante o Inverno

6 – O Metrô de Londres passa por constantes melhoramentos e atualizações. É previsto para a próxima década a substituição de mais de 200 trens. Os novos comboios seriam completamente automatizados. A construção de uma nova linha e a expansão de outras também está dentro do projeto. Essa grande mudança estrutural custará mais de 16 bilhões de libras apenas com a mudança dos trens.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •