6 fatos sobre Nicolae Ceausescu

Conheça mais sobre esse famoso líder comunista

 

1 – Nicolae Ceausescu nasceu em 26 de janeiro de 1918, foi um líder comunista e ditador socialista da Romênia (diz-se que o seu primeiro contato com o Partido Comunista Romeno deu-se quando roubou uma mala que continha, por acaso, panfletos do partido). Com a morte de Gheorghiu-Dej em março de 1965, Ceauşescu tornou-se o líder do Partido Comunista Romeno (PCR) e em 1967 chegou à presidência do Conselho do Estado, convertendo-se rapidamente numa figura popular, graças à sua política independente, que desafiava a supremacia da União Soviética no país.

 

Nicolae Ceausescu ainda jovem

2 – Ele manteve suas posições independentes em matéria de relações internacionais. Na década de 1960, acabou com a participação ativa da Romênia na aliança militar do Pacto de Varsóvia. Além disso, o país foi, por exemplo, um dos poucos países comunistas a participarem nos Jogos Olímpicos de 1984. Ademais, foi o primeiro país do Bloco do Leste a cultivar relações oficiais com a Comunidade Europeia.

 

Ocupação soviética da Romênia

 

3 – Sempre demonstrou um grande interesse na ideia da “transformação nacional total” desenvolvida no programa político do Partido dos Trabalhadores da Coreia e posta em prática pela China durante a Revolução Cultural. Pouco tempo após o seu regresso à Romênia, Ceauşescu imitou o governo norte-coreano, influenciado pela Ideologia Juche do ditador Kim Il-Sung e encomendou a tradução e distribuição nacional de várias obras consagradas ao Juche.

 

Graça Machel, Nicolae Ceauşescu e Samora Machel, em MaputoMoçambique, em 1979.

4 – Para se consolidar como Líder ele tomou algumas atitudes. A polícia secreta manteve um controle firme sobre a liberdade de expressão e os meios de comunicação social e não tolelaram qualquer tipo de oposição. Ceauşescu ainda instituiu o culto da sua pessoa, ao estilo da Coreia do Norte, atribuindo a si próprio o título de “Conducător” (chefe) e chegou a possuir um cetro, em alusão à sua figura real.

 

Nicolae Ceauşescu com a sua mulher

 

5 – Os protestos contra o ditador começaram pacíficos, mas logo se tornaram mais intensos. Em 21 de dezembro Ceauşescu fez um comício na praça principal de Bucareste, para 80 mil pessoas, evento que foi televisionado para todo o país, e os presentes passaram a fazer perguntas difíceis, constrangendo o ditador em público. A rebelião alastrou-se pelo país inteiro, chegando até as forças armadas.

 

Suas últimas palavras antes de ser executado foram filmadas ao vivo para todos: Viva a República Socialista da Romênia! A história me vingará!

 

6 – Nesse mesmo dia, Ceauşescu fugiu da capital de helicóptero com sua mulher, enquanto um ajudante apontava uma pistola à cabeça do piloto, que aterrizou ao simular uma falha mecânica. Ceauşescu, então, foi capturado pelas forças armadas num bloqueio de estrada e levado para uma base militar. Ele e sua mulher foram julgados por um tribunal militar, condenados à morte e fuzilados num pátio localizado na mesma base militar. Ele está sepultado no Cemitério Ghencea. A Romênia foi o único país do Bloco do Leste europeu com um fim violento do regime comunista.

 

 

  • 4
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •