6 fatos sobre Osama bin Laden

Conheça mais sobre o fundador do grupo terrorista al-Qaeda

 

1 – Osama bin Mohammed bin Awad bin Laden nasceu em 10 de março de 1957 na capital da Arábia Saudita, Riad. Filho da décima mulher de Muhammed bin Laden, um rico construtor iemenita que imigrou para o território árabe ainda jovem, ele ficou conhecido por ser o fundador e principal líder do grupo terrorista al-Qaeda. Seu pai se casou 23 vezes e teve 54 filhos.

 

O jornalista paquistanês Hamid Mir entrevistou Osama bin Laden em Cabul em 1997. O AKS-74U no fundo é um símbolo da vitória dos mujadins sobre os soviéticos, uma vez que essas armas foram capturadas pelas forças de Spetsnaz.

 

2 – Se aproximou de grupos fundamentalistas islâmicos em 1973, quando tinha apenas 16 anos. Fez parte dos Mujahidin, associação que pretendia libertar os países muçulmanos da influência ocidental. Com a invasão do Afeganistão pela União Soviética em 1979, bin Laden participou das tropas sauditas que lutaram contra os soviéticos. Em 1984 já liderava uma organização chamada Maktab al-Khidamat (MAK), que conseguia recursos, combatentes e armamentos para a resistência afegã. Não se sabe ao certo, mas muitas fontes apontam que o futuro terrorista recebeu apoio norte-americano e saudita durante este conflito. Em 1988, ele e alguns ex-membro do MAK fundaram a al-Qaeda.

 

Casa onde vivia bin Laden em Abbottabad, no Paquistão

 

3 – Osama bin Laden se mudou para o Sudão após o fim da guerra no Afeganistão. Se tornou um investidor de sucesso, mas, ao mesmo tempo financiava secretamente a organização terrorista que havia fundado. Neste período o principal objetivo da al-Qaeda era retirar do poder a família real saudita. Com o passar dos anos incluiu na sua lista negra os judeus, ocidentais e até mesmo os muçulmanos xiitas, já que seguia o rito sunita. Por conta das suas ideias radicais contra o Governo da Arábia Saudita, bin Laden perdeu a cidadania do seu país natal.

 

O vôo 175 da United Airlines cai na torre sul.

 

4 – Adentrando de vez no terrorismo, o líder da al-Qaeda foi expulso do Sudão após uma tentativa mal-sucedida de atentado. O governo sudanês confiscou todas as suas empresas e posses. Bin Laden se exilou no Afeganistão completamente falido e com poucos seguidores. Chegou no território afegão em 1996, onde foi protegido pelo líder do Talibã, Omar Muhammad. Em 1998 entrou na lista de procurados da Interpol, CIA e FBI após atentados contra as embaixadas norte-americanas no Quênia (saiba mais aqui) e na Tanzânia. Nesses ataques foram mortas mais de 200 pessoas, além de milhares de feridos.

 

Sala de Situação da Casa Branca, na qual membros do governo Obama seguem a missão que matou Bin Laden.

 

5 – Em 2000, um novo atentado foi realizado contra um navio da Marinha dos Estados Unidos que estava sendo reabastecido no Iêmen. Por fim, os ataques terroristas mais famosos organizados pela al-Qaeda foram os do dia 11 de setembro de 2001 (saiba mais aqui), que mataram milhares de pessoas em algumas cidades norte-americanas. Esse acontecimento fez bin laden se tornar o procurado n° 1 dos americanos. No entanto, em mais uma teoria da conspiração, há relatos de que Osama nunca ordenou estes ataques, além da falta de provas apresentadas pelo governo dos EUA.

 

Folheto de guerra psicológica distribuído pelas Forças Armadas dos EUA na Guerra do Afeganistão. Bin Laden é representado pela segunda figura, da esquerda para a direita.

6 – De qualquer forma, uma “guerra contra o terror” foi iniciada pelo presidente George W. Bush, com a invasão do Afeganistão em 2001 e do Iraque em 2003. De fato, foram 10 anos de caça intensa a bin Laden, que sempre fugia por túneis escavados no complexo relevo afegão. A recompensa pela cabeça do líder terrorista chegou aos 50 milhões de dólares. As buscas continuaram por quase 10 anos, quando em maio de 2011, tropas especiais dos Estados Unidos invadiram o esconderijo do chefe da al-Qaeda em Abbottabad, Paquistão, o capturando e matando. Até hoje não foram disponibilizadas imagens ou provas concretas da morte de Osama bin Laden, mas até mesmo o presidente Barack Obama confirmou a captura e morte do homem mais procurado do mundo.

  • 6
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •