7 curiosidades sobre D. Pedro II

Entenda mais sobre o segundo e último imperador do Brasil

 

1 – Nascido no Rio de Janeiro em 2 de dezembro de 1825, D. Pedro II foi o segundo e último imperador brasileiro. Era o filho caçula de D. Pedro I e da Imperatriz Leopoldina. Ficou órfão de mãe com apenas um ano de idade e viu seu pai retornar para Portugal quando tinha apenas 5 anos. Mesmo sendo o filho mais jovem, Pedro II se tornou o governante do Brasil por conta da morte de seus irmãos mais velhos.

 

Pedro II foi coroado com apenas 15 anos de idade

 

2 – Com a abdicação do seu pai, coube a uma criança de 5 anos assumir o trono brasileiro. No entanto, o novo monarca não poderia assumir até atingir a maioridade. Por 10 anos o Brasil ficou sendo governado por regentes e viveu um período de grande instabilidade política e social. Quando tinha apenas 14 anos, Pedro II foi alçado ao poder pelo famoso Golpe da Maioridade (saiba mais aqui). Um grupo político organizou este evento para tentar diminuir a convulsão sociopolítica do Brasil e também para conseguir a maioria dos ministérios do novo governo. Um ano depois o novo imperador foi coroado.

 

Pedro_II_of_Brazil_1851_edit

Foto do Imperador do Brasil com 25 anos

 

3 – Quando assumiu o trono D. Pedro II já tinha tido uma educação refinada. Em seu reinado ficou conhecido com um imperador erudito, que fomentava as artes e a ciência. Em 1843 se casou com Teresa Cristina,uma princesa do Reino das Duas Sicílias. Quando tinha 20 anos já era um monarca amadurecido e conseguiu sair da influência de alguns ministros e palacianos que tentavam dominar suas ações.

 

D. Pedro em 1865, ano em que a Guerra do Paraguai começou

 

4 – Nas décadas seguintes conseguiu sacramentar a estabilidade e a união nacionais, mas conflitos com os vizinhos continentais surgiram. Na década de 1850 houve a Guerra do Prata, que o Brasil e o Uruguai venceram tropas argentinas. Entre 1864 e 1865 o Brasil apoiou os Colorados na Guerra do Uruguai. Após o fim deste conflito se iniciou a Guerra do Paraguai, entre Brasil, Argentina e Uruguai versus o Paraguai. O enfrentamento durou 5 anos e causou centenas de milhares de mortes.

 

d.pedro2

D. Pedro II em 1870, ano em que a Guerra do Paraguai acabou. Nota-se que o imperador envelheceu prematuramente nos anos de conflito

 

5 – A estabilidade e a calma conseguidas nos anos anteriores começaram a ruir após o fim da Guerra do Paraguai. Os movimentos abolicionistas e republicanos começaram a crescer. O próprio imperador viajou duas vezes para a Europa e deixou o poder nas mãos de sua filha Princesa Isabel, que aprovou a Lei do Ventre Livre. A grande prosperidade econômica alcançada no período fez o Brasil quitar as dívidas de guerra em apenas 10 anos. Também houve uma grande modernização no território brasileiro, com a construção de estradas de ferro.

 

 

6 – Nos anos seguintes passou a viajar cada vez mais para o exterior, onde era reverenciado por seu conhecimento e humildade.No entanto, após perder seus filhos do sexo masculino se tornou pessimista e indiferente em relação à monarquia brasileira. Quando a década de 1880 começou no Brasil, era nítida para as pessoas próximas à D. Pedro II que ele não estava mais satisfeito em sua função. Os movimentos republicanos se uniram ao descontentamento de alguns setores militares e em novembro de 1889 um golpe de estado dissolveu o Império Brasileiro. O fim da escravidão em 1888 também ajudou a retirar um grande apoio do governo imperial.

 

Última foto da Família Imperial antes do fim do Império 

 

7 – Exilado, Pedro II presenciou a morte de sua esposa apenas três semanas depois da chegada na Europa. Enquanto a Princesa Isabel se estabeleceu no Porto, o agora ex-imperador foi morar em Paris, onde morava com poucos recursos e tinha sempre um semblante solitário e saudoso em relação ao Brasil. Viveu dois anos na capital francesa e sempre falava de poder voltar ao seu país natal. Em dezembro de 1891, quando tinha completado 66 anos, não resistiu a uma pneumonia e veio a falecer. Recebeu um funeral de Estado do governo francês e foi levado para Portugal. Nos seus pertences foi encontrado um pacote com terra do Brasil, que foi enterrada junto ao monarca. Em 1921 teve seus restos mortais trazidos de volta ao território brasileiro.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •