7 curiosidades sobre a Finlândia

Conheça um dos países mais frios do mundo

 

1 – A Finlândia está situado na região norte da Europa. Faz fronteira com a Noruega, Suécia e Rússia. É o oitavo maior país da Europa em extensão. A Revolução Russa (saiba mais aqui) foi responsável por desvincular o domínio russo do país, então o partido de direita da Finlândia declarou a independência do país em 6 de dezembro de 1917. A independência do país foi reconhecida pelo Tratado de Brest-Litovski, assinado em 3 de março de 1918.

 

Tratado de Brest-Litovsk
i

 

2 – Após a segunda guerra mundial, o país teve de rejeitar a ajuda do Plano Marshall, elaborado para reestruturar a Europa, mas foi secretamente amparada pelos Estados Unidos, que ajudaram no desenvolvimento e contribuíram com o partido dos democratas para preservar a independência do país. A Finlândia passou a estabelecer comércio com o Reino Unido, e as reparações de guerra transformaram o país em um potência industrial. O país se destaca na área de tecnologia e inovação e faz parte da Zona do Euro.

 

Mapa da Finlândia (em vermelho)

 

3 – A localização é a maior razão do clima diversificado do país, cujo inverno pode durar 180 dias de acordo com a região; o sul costuma ficar coberto de neve de 3 a 4 meses por ano, e o norte, até 7 meses. O inverno é extremamente rigoroso, podendo atingir temperaturas glaciais, com baixas de até -15 °C em janeiro e fevereiro ao sul, e -30 °C ao norte. Nessa estação, as temperaturas raramente passam de +10 °C. Com a chegada do verão e as ações do Sol da meia-noite na Escandinávia a temperatura média fica entre +15 °C e +20 °C, mas dependendo das atividades solares podem alcançar os +30 °C em algumas épocas.

 

Imagem de satélite da Finlândia no inverno

 

4 – De acordo com uma sondagem do Eurobarômetro de 2010, 33% dos cidadãos finlandeses responderam que “acreditam que existe um Deus”, 42% responderam que “acreditam que existe algum tipo de espírito ou força vital” e 22% que “não acreditam que haja algum tipo de espírito, Deus ou força vital” — fazendo da Finlândia um dos países com maior porcentagem de ateus no mundo. A Igreja Luterana ainda é a maior do país.

 

 

5 – O currículo flexível é definido pelo Ministério da Educação e pelo Conselho de Educação. A participação é obrigatória entre as idades de 7 e 16 anos. Depois do ensino secundário inferior, o aluno poderá optar por trabalhar ou ir para escolas de comércio ou ginásios (ensino médio). Escolas de comércio preparam os alunos para as profissões. Ginásios academicamente orientados têm requisitos de ingresso e, especificamente, preparam os estudantes para o Abitur (tipo de vestibular) e para o ensino superior.

 

6 – A capital finlandesa chama-se Helsinki (Helsinque em português) e possui pouco mais de 600 mil habitantes. O país ao todo tem cerca de 5,5 milhões de pessoas. A língua falada é o suomi ou finlandês, que não tem origem indoeuropeia. Há também uma porcentagem de 5% de falantes do sueco. O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da Finlândia totaliza a pontuação de 0,895, o que torna o local um dos mais desenvolvidos do mundo.  

 

Bandeira da Finlândia

 

7 – A cultura finlandesa tem forte influência nórdica, devido a dominação por séculos dos noruegueses ou suecos. O esporte nacional é o hóquei no gelo, mas também há uma grande tradição finlandesa nos esportes motorizados. A Finlândia é um país com um regime político semipresidencialista com um Parlamento de 200 membros eleitos em um sistema eleitoral parecido com o brasileiro.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •