7 curiosidades sobre a Letônia

Conheça mais sobre este incrível país

 

1 – A Letônia é um país europeu banhado pelo Mar Báltico e junto com a Lituânia e a Estônia forma os países bálticos. Também faz fronteira com a Rússia e a Bielorrússia (Belarus). Declarou sua independência a primeira vez em 18 de novembro de 1918, mas em 1940 foi dominada pela União Soviética (saiba mais aqui) e só conseguiu se libertar novamente apenas em 1991.

 

2 – Sua capital é Riga, que possui cerca de 700 mil habitantes e consequentemente quase um terço dos 2,2 milhões de pessoas que povoam a Letônia. Por conta da ocupação russa, o país se tornou um local multiétnico: 60% de letões, 30% de russos e o restante de indivíduos descendentes de povos próximos, como os poloneses e os bielorrussos. Há uma predominância do cristianismo, com cerca de 35% sendo luteranos, 24% católicos e 18% ortodoxos. Porém, o país é um dos que têm a maior taxa de pessoas que não seguem nenhuma religião no mundo – aproximadamente 21% da população. A língua nacional é o letão, mas há uma grande porcentagem de falantes do russo.

 

 

Localização da Letônia na Europa

 

 

3 – Sendo um pouco maior que a Paraíba, a Letônia tem altas taxas de desenvolvimento humano, alcançando um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de 0,830, considerado muito elevado. Os níveis de desigualdade são baixos também. O país adotou o Euro como moeda e apresentou um grande salto de crescimento econômico durante a década passada. Os principais setores da economia são os serviços e a indústria.

 

4 – As primeiras tribos bálticas se estabeleceram na região ainda no terceiro milênio antes de Cristo. Sem organização central, foram invadidas pelos eslavos no século 7 e posteriormente pelos vikings até o século 10. Com a forte influência viking e germânica, a área da Letônia e Estônia passou a se chamar Livônia no século 13 em decorrência do domínio alemão. Por volta de 1600 a Livônia foi dominada pelo Reino da Polônia e Lituânia, mas 120 anos depois já estava sob controle russo, que durou até 1918. Independente até 1940, a União Soviética anexou a Letônia até 1991, quando finalmente o pequeno país báltico não foi mais incomodado por potências europeias.

 

 

Foto do Centro Histórico de Riga

 

 

5 – O país é conhecido por sua influência na música erudita e na literatura. Muito da cultura popular está relacionada à natureza, festivais e canções populares são muito comuns na Letônia. Cerca de 50% do território letão é coberto por florestas (principalmente de pinheiros) e as cidades são repletas de parques. A temperatura local é amena no verão e congelante no inverno, chegando a alcançar -30 °C.

 

6 – No âmbito político, o país é uma República Parlamentarista que tem apenas uma Casa Legislativa chamada Saeima que conta com 100 membros (não possui Senado). O Primeiro-Ministro é o responsável por governar o país, mesmo que haja um Presidente também. Este último só tem a atribuição de Chefe de Estado, mais focado na diplomacia, porém sem praticamente nenhum poder decisório.

 

Bandeira da Letônia

 

7 – A Letônia começa a ser mais conhecida turisticamente, a adesão ao Euro e o rápido crescimento econômico fortaleceram este setor. É considerado um lugar muito barato para se conhecer, comparado com outros destinos europeus. O centro histórico de Riga é considerado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Os fãs de arquitetura ficam surpresos e felizes ao visitarem este país báltico. O turismo ecológico também é uma grande possibilidade para os visitantes. Para completar, existe wi-fi rápido e (mais importante) gratuito em quase todos os centros urbanos. O esporte nacional é o hóquei no gelo.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •