Festival de Inverno de Garanhuns

Saiba mais sobre o evento que é um dos maiores festivais multiculturais do Brasil

 

Por Audálio Machado

 

O Festival de Inverno de Garanhuns (FIG) é um evento multicultural que ganhou grande notoriedade no Brasil nos últimos anos. Será realizada neste mês de julho a 27ª edição, que começa hoje, dia 20, e termina no dia 29. É esperada uma grande participação das pessoas da região, além da chegada de milhares de turistas à cidade. Entre as novidades deste ano está a mostra da Bienal de São Paulo, que chegará no município por conta de um projeto itinerante do evento ocorrido em 2016.

Hoje estabelecido e um sucesso nacional, o FIG passou por grandes dificuldades até chegar no patamar atual. Criado em 1991, na gestão do prefeito Ivo Amaral (confira a entrevista dele para o dBlog), era uma ideia nutrida desde os anos 80 por seu idealizador, Marcílio Lins Reinaux. Em reuniões com personalidades da cidade e do governo estadual, o projeto foi bem recebido e decidiu-se fazer a festividade mesmo com as dificuldades financeiras passadas pelo município.

Com o apoio da FUNDARPE (Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco) e o custeio de 20% do Festival pela Prefeitura, o primeiro FIG se realizou entre 13 e 28 de julho de 1991 (veja a logomarca do evento no slide no final do post), inspirado em outros eventos do tipo que já existiam no Sul e Sudeste. A partir do ano seguinte assumiu a forma atual, com 10 dias de duração.

 

Palco Cultura Popular, localizado no centro da cidade

 

Assim como uma política pública, o Festival de Inverno passou por uma idealização, entrou na agenda política, foi formulado e planejado e com a ajuda do governo estadual pôde ser realizado. Atualmente, a iniciativa privada também participa do auxílio financeiro ao FIG através da Lei Rouanet (Lei Federal de Incentivo à Cultura).

As características do Festival são grandes atrativos para o público. A existência de vários polos é um dos diferenciais. No quesito musical, diversos estilos estão contidos nas atrações do FIG: desde os gêneros musicais (forró, maracatu, coco) até a música instrumental e clássica. Na área artística se destacam o teatro, a dança, o circo e o cinema. As exposições culturais, os eventos literários e a gastronomia também devem ser destacados.

 

Vista aérea da Praça Mestre Dominguinhos, principal polo do evento

 

Em suma, Garanhuns se torna a capital multicultural do Brasil por 10 dias e atmosfera da cidade é completamente modificada. Há um grande fluxo de pessoas e o trânsito se torna bem problemático, principalmente nos finais de semana. O Festival se tornou um evento de grande escala, precisando de um planejamento antecipado bastante detalhado e minucioso. A FUNDARPE é a principal organizadora do FIG, em parceria com a Prefeitura de Garanhuns e o Governo do Estado, do qual faz parte.

Para finalizar, é importante destacar a importância do Festival de Inverno de Garanhuns para a cidade e para o Estado de Pernambuco. O grande número de turistas gera renda para a área de comércio e serviços do município, o que produz receita em forma de impostos para a Prefeitura e o governo estadual. Além disso, vale a pena aproveitar todas as atrações e polos do FIG durante seus 10 dias de realização. Garanhuns respira cultura e apresenta para o resto do país uma dinâmica poucas vezes vista.

 

Página do FIG no Facebook

Página do FIG 2017 no site da Secretaria de Cultura de Pernambuco

 

Confira as artes da maioria das edições do FIG:

 

Arrow
Arrow
Festival de Inverno de Garanhuns - O FIG iniciou sua história em 1991 e se tornou um dos maiores festivais do Brasil. Veja as artes de quase todas as edições (as logos dos FIGs 12, 19 e 20 não foram encontradas).
Slider
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •