Independência de Papua-Nova Guiné

Conheça mais sobre este incrível e desconhecido país

 

Papua-Nova Guiné é um dos países menos conhecidos do mundo. Localizado na Oceania, divide a ilha de Nova Guiné com a Indonésia. Também possui algumas ilhotas no seu território. Conseguiu a independência da Austrália em 16 de setembro de 1975. Sua capital é Port Moresby, que é de forma disparada a maior cidade do país.

 

Os contrastes na capital Port Moresby

 

A população é de maioria da etnia Papua e mais de 80% vive na zona rural. Isso contribui para o desconhecimento externo. O lugar é pouco conhecido cultural e turisticamente. Papua-Nova Guiné é conhecida por sua diversidade social, cultural e ecológica. São faladas mais de 800 línguas e dialetos diferentes no país. Mesmo sendo língua oficial, o inglês é mais utilizado apenas nas cidades. O idioma Tok Pisin é o que realmente a maioria da população conhece e fala, além das línguas regionais.

 

Mesmo sendo um dos países mais pobres do mundo, com altos índices de analfabetismo e miséria, Papua-Nova Guiné é um local pacífico, que detém uma grande diversidade biológica ainda pouco conhecida. Há também um baixo número de domicílios com saneamento básico e alta mortalidade infantil. A política do país é pouco expressiva internacionalmente. É uma monarquia constitucional parlamentarista, com a rainha do Reino Unido, Elizabeth II sendo a monarca da nação.

 

Uma das tribos típicas de Papua-Nova Guiné

A maioria dos habitantes é cristã, totalizando quase 95% da população de 7 milhões de habitantes. A partir desta década, a economia local começou uma rápida expansão, graças a mineração e o aumento da abertura a empresas multinacionais. O turismo na ilha também começa a ser mais explorado, graças às belas paisagens naturais e a sua biodiversidade. O povo Karowai residente no país é o último que se tem conhecimento que pratica o canibalismo.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •