Pátio do Livramento: Um lugar de passagem (?)

Entenda mais sobre este histórico lugar do Recife e como ele precisa ser mais valorizado

 

 

Por Rebecca Dantas

 

 

Essa belezinha aí é o Pátio do Livramento (foto acima). Sim, ele é lindo, o conjunto. E o Céu da terrinha não fica atrás. Pois bem, localizado no bairro de Santo Antônio, em pleno centrão recifense, está esse lugar incrível. “Incrível? Como um lugar normal, que eu passo todos os dias a caminho do trabalho, vou para comprar roupas, cheio de ambulantes, pode ser incrível?”

Isso, sem nem ao menos mencionar a riqueza do Patrimônio Histórico centenário que tantas vezes só parece ser “bonito” (valorizado) quando a gente vê na televisão ou na Europa.

Pois bem, o complexo de Vira-lata, bem dito por Nelson Rodrigues está mais enraizado do que nós imaginamos, e aí a transformação meus amigos, é ainda mais desafiadora. É o desafio da criação de uma cultura cidadã. É quando o planejamento urbano e a cidadania precisam mais do que nunca, caminhar juntos.

Pois bem, vamos então para a tentativa desse despertar do cidadão. O lugar vocês já sabem, mas faço questão de identificá-lo no mapa. E sabe por quê? A localização é incrível.  Entre o Convento de Nossa Senhora do Carmo e o Capibaribe – dois marcos da cidade.

 

Fonte: Google Maps

 

Entendendo o Pátio

 

Ponto de referência para um dos locais mais agitados do comércio do centro do Recife, por onde diariamente transitam milhares de pessoas apressadas nas ruas de pedras antigas, o Pátio do Livramento é rodeado por lojas e restaurantes instalados em casario com o estilo barroco. Muito movimento, pouca valorização. Problema da maioria dos centros urbanos-históricos do país.

“Se o pátio nasce junto à Igreja, o do Livramento começou a ser fundado por volta de 1711.  E atualmente por ter se tornado um marco comercial da região, já não mais acontecem ali festas e procissões, apesar das missas regulares.” Será que seria possível encontrar alguém, em meio a esse “corre-corre” em que ainda valorize esse pátio, ou melhor, esse espaço público para além da passagem?

 

A Intervenção

 

Sendo a rua considerada o espaço público articulador das localidades e da mobilidade, este pátio pode ser considerado também um elemento formador da estrutura urbana e de sua representação. Um perfeito local de encontros… Encontro de amigos, de negócios, de turismo, de estar e inclusive de passagem (mas não só). Encontro consigo e com sua identidade local.

O que as pessoas fariam se pudessem sentar um pouco à sombra e fossem estimulados a parar, respirar, olhar, entender, contemplar, resgatar, cuidar…são tantos verbos… Foi através dessa ação que busquei entender.

A ideia era colocar cadeiras de praia no meio do pátio e esperar pra ver o resultado.

 

 

Observação 1: As 20 cadeiras foram conseguidas através de contatos com barzinhos da beira da praia de Boa Viagem, até que um deles nos emprestou de bom grado :). Valeu Barraca do Pezão!!! (E NÃO tivemos patrocínio da Skol).

Observação 2: A primeira tentativa de conseguir as cadeiras foi pela rede de amigos e familiares, mas acreditem, moramos no litoral e ninguém tinha!!! Surpresa para todos.

Observação 3: Participaram comigo da realização da ação, meu amigos e parceiros de causa, a galera do Oxe, minha cidade é massa (saiba mais aqui)!!! Projeto de valorização do Recife, no qual eu ajudei a fundar. Trabalhamos juntos com ativação urbana e empoderamento do cidadão aqui no Recife.

Observação 4: Profunda troca de olhares da cidade, pontos de vistas, momento de construção coletiva.

Observação 5: Foi massa participar disso.

Observação 6: As pessoas não queriam mais levantar. ( Hahahha)

 

Considerações Finais

 

Dentre mais uma das ações, através do Oxe, minha cidade é massa!, seja envolvendo a participação popular, a interação das pessoas com o espaço público, ou uma simples conversa, é possível perceber o quanto nós cidadãos, através de simples atitudes, podemos contribuir diretamente para a melhoria do nosso bairro, cidade e do nosso país.

Fica clara também a importância do nosso e de tantos outros projetos que vem contribuindo para o presente das nossas cidades, e da união de todos eles na implementação da Nova Agenda Urbana.

A cidade é de todos e para todos, é palpável a importância de nos colocarmos com atores da mudança para construirmos um futuro melhor, em todos os sentidos.

 

Galeria de Fotos

 

 

 

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •