Saladino domina Jerusalém

Entenda como os exércitos muçulmanos derrotaram os cristãos na Terra Santa

 

Em 2 de outubro de 1187 ocorreu o fim do Cerco de Jerusalém, onde os muçulmanos do Império Aiúbida, liderados por Saladino, reconquistaram a importante cidade do Oriente Médio que havia sido tomada pelos cristãos na Primeira Cruzada. A derrota dos cruzados enfraqueceu muito os reinos católicos estabelecidos na região, e a cada cruzada mais vidas eram perdidas e menos territórios eram conquistados.

 

A Primeira Cruzada durou de 1096 a 1099 com diversas conquistas cristãs, incluindo a tomada de Jerusalém. Deste ataque surgiram 4 reinos cruzados na região: o Condado de Edessa, o Principado de Antioquia, o Condado de Trípoli, e o Reino de Jerusalém. A paz nunca foi um presente para estes novos territórios, pois havia constantes confrontos com os muçulmanos próximos. A partir de 1140 se iniciou a derrocada dos reinos cristãos do Oriente Médio.

 

Após a Primeira Cruzada, 4 reinos cristãos foram estabelecidos na região

 

Em 1174 ascendeu ao poder Saladino, um sultão de origem curda que foi responsável por reconquistar Jerusalém em 1187. Nos primeiros anos do seu governo, o líder islâmico cumpria uma trégua com o rei de Jerusalém, Balduíno IV. Porém, após a morte do monarca cristão, o novo líder Guy de Lusignan e os cavaleiros templários começaram a atacar caravanas muçulmanas, o que acabou com o período de trégua.

 

Saladino

Saladino foi líder muçulmano de 1174 a 1193

 

Antes de atacar Jerusalém, Saladino encontrou a resistência cruzada na Batalha de Hattin. Este confronto foi um massacre: a maioria dos líderes cristãos foram capturados ou mortos. Nos meses seguintes os islamitas conquistaram outras cidades importantes e cercaram Jerusalém. Coube a Balian de Ibelin e Heráclio organizarem a defesa da Cidade Santa. O cerco iniciou-se em 20 de setembro de 1187 e terminou em 2 de outubro, com a rendição de Balian desde que fosse feito um acordo: os refugiados de guerra poderiam partir sem serem feridos e haveria um salvo-conduto para os católicos visitarem os seus locais sagrados sem sofrerem represálias.

 

BalianofIbelin1490

Pintura que retrata a rendição de Balian de Ibelin a Saladino

Com a perda de Jerusalém, foi organizada a Terceira Cruzada que visava a reconquista da mesma. Mesmo não sendo bem-sucedido, o ataque conseguiu dominar vários territórios perdidos anteriormente. Se destacou nesta incursão Ricardo Coração de Leão (saiba mais aqui), que conseguiu firmar um acordo com Saladino, visando que os cristãos pudessem visitar a Terra Santa sem serem feridos. Oficialmente houve 9 cruzadas, onde apenas a primeira e a terceira trouxeram resultados vitoriosos para os cristãos. No mais, elas apenas serviram como o sacrifício de vidas humanas.

  • 5
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •