Yuri Santos

Do interior de Alagoas para os Estados Unidos: conheça o intercâmbio de Yuri Santos.

 

Nome: Yuri Lira Santos

Idade: 24 anos

Profissão: Estudante.

Biografia: Nasceu em Arapiraca, uma cidade no interior de Alagoas e morou lá com seus pais e sua irmã mais nova até o fim do ensino fundamental. No ensino médio foi morar com seus tios em Maceió e ficou lá por 3 anos. Aos 17 anos passou no vestibular da UFPE e foi estudar engenharia mecânica. Quando ele havia cursado em torno de 70% do curso, resolveu se candidatar ao CSF e um ano depois teve a oportunidade de realizar sua viagem de intercâmbio.

 

Eu tive vários objetivos assim que comecei a pensar em fazer um intercâmbio, como melhorar a minha capacidade de viver independente, me comparar com um estudante de um país que é considerado mais avançado na minha área e de obter uma diferenciação que pode ser usada no meu currículo. Entretanto, lidei com várias dificuldades antes da viagem. A maior delas foi a burocracia que é necessária para se candidatar a uma vaga de uma universidade americana. Esse processo pediu diversas informações e textos cuja dificuldade de obter não era grande, mas a quantidade de pedidos era alta.

Quando consegui chegar no outro país, enfrentei o cansaço mental que ocorria por conta da necessidade de falar uma língua estrangeira o tempo todo (principalmente no início do intercâmbio). Com o passar do tempo essa dificuldade diminuiu. O que eu mais gostei lá foi a organização das atividades dentro do campus. Tudo era feito de uma forma correta e eficaz. Por exemplo, o ônibus estava sempre no horário, a biblioteca era silenciosa, tinha diversas funções para você utilizar como impressão e estava quase sempre aberta.

Me lembro que o maior diferencial que encontrei foi o fato que as pessoas na rua pareciam mais fechadas, como se elas estivessem ocupadas a maior parte do tempo. Por outro lado, o que eu menos gostei foi da comida, pois ela era diferente do que eu estou acostumado e variava muito, você não sabia o que iria comer no dia até chegar no refeitório.

Será interessante, para os que querem participar de um intercâmbio, participar da atividades da faculdade, pois nelas você poderá conhecer diversas pessoas que tenham os mesmos interesses que você. Outra dica seria aproveitar os fins de semana para alugar um carro com seus amigos e sair conhecendo os diversos parques que são bastante comuns nos EUA e cujas atividades são bastante variadas.

 

Compartilhe sua história conosco também:

 

Conte sobre seu intercâmbio ou residência no exterior

 

Conte sobre suas experiências de vida ou conhecimentos práticos que podem ajudar as outras pessoas

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •