Pessoas

5 curiosidades sobre Edward Jenner

Conheça mais sobre esse médico britânico

 

1 – Juventude

Edward Jenner foi um médico e naturalista britânico responsável pela criação da vacina para a varíola. Natural de Berkeley, nasceu em 17 de maio de 1749. Filho de um pastor, desde cedo mostrava suas aptidões para as ciências. Com apenas 14 anos se tornou aprendiz do cirurgião local. Após a graduação na escola, foi morar em Londres a fim de estudar Medicina.

 

O rascunho manuscrito de Jenner da primeira vacinação foi realizado no Royal College of Surgeons, em Londres.

 

2 – Formação e início do trabalho

Com 21 anos de idade adentrou na Faculdade de Medicina do St. George’s Hospital, com o intuito de aprender com o melhor cirurgião da época, John Hunter. Em 1772 retornou para a sua cidade natal, visando estabelecer sua própria clínica. Foi neste momento que o seu interesse pelo estudo da varíola aconteceu.

 

O testemunho de Jenner de 1802 sobre a eficácia da vacinação, assinado por 112 membros da Sociedade Física, Londres

 

3 – Varíola e o estudo de Jenner

Durante quase 20 anos, o médico britânico observou os pacientes acometidos pela varíola, doença viral que chegara ao continente europeu na Idade Média e que tinha um efeito devastador. Com uma taxa de mortalidade altíssima, os sobreviventes ficavam marcados para sempre com as cicatrizes das bolhas infectadas que saravam. Por exemplo, a maior causadora de mortes nos indígenas das Américas após a chegada dos colonizadores foi a varíola. Em 1789, Jenner resolveu estudar o porquê das pessoas que criavam e ordenhavam vacas não se infectavam com as epidemias da doença que devastavam as aldeias e cidades.

 

Os passos dados por Edward Jenner para criar a vacinação, a primeira vacina contra a varíola. Jenner fez isso inoculando James Phipps com varíola bovina, um vírus semelhante à varíola, para criar imunidade, ao contrário da variolação, que usava a varíola para criar uma imunidade a si mesma.

 

4 – Descoberta

Jenner percebeu que esses pecuaristas entravam em contato com as bexigas infecciosas da varíola bovina, encontrada principalmente nas tetas das vacas. O médico passou a estudar a razão da imunização das pessoas após o contato com as secreções expelidas pelas bolhas infectadas. Os indivíduos acabavam tendo uma versão bem mais leve da varíola humana. Desse modo, o doutor utlizava pus retirado das bolhas das pessoas com a versão leve da doença para imunizar outras pessoas. O primeiro vacinado foi o garoto James Phipps, que após 2 doses da solução, praticamente não teve nenhum sintoma. Estava descoberto o processo de imunização: através do uso de vacinas, bilhões de pessoas foram salvas no decorrer da história.

 

Edward Jenner, aconselhando um agricultor a vacinar sua família . Pintura a óleo por um pintor Inglês, c. 1910.

 

5 – Repercussão da descoberta

Após o início das suas experiências em 1796, no ano seguinte Jenner levou para a Royal Society, em Londres, as provas acerca da imunização à varíola descoberto. Os membros consideraram que não havia provas suficientes, além de haver muita oposição por parte da sociedade, que considerava repugnante a utilização de secreções em outros humanos. Em 1798, depois de ter imunizado várias outras pessoas, incluindo seu filho, o médico provou que estava certo. Essa foi a primeira vacina criada no ocidente. O próprio termo foi criado por Jenner, ao usar a palavra em latim para vaca (vacca). A varíola humana foi extinta em 1980, após a vacinação contínua da Humanidade. O vírus só existe em laboratórios hoje em dia. Para o médico e naturalista britânico, a primeira descrição da arteriosclerose é concedida a ele. Também era um colecionador de fósseis. Faleceu em janeiro de 1823, com 73 anos de idade.

 

Dr. Jenner realizou sua primeira vacinação em James Phipps , um menino de 8 anos. 14 de maio de 1796
  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Pular para a barra de ferramentas