5 curiosidades sobre Gustav Hertz

Conheça mais sobre este renomado físico alemão

 

1 – Infância e juventude

Gustav Ludwig Hertz foi um físico alemão nascido em 22 de julho de 1887. Natural de Hamburgo, era sobrinho do renomado cientista Heinrich Hertz. Depois de concluir seus estudos escolares, foi aceito na Universidade de Gottingen, depois se transferindo para Munique. Ainda concluiu seu doutorado na Universidade de Berlim, no ano de 1911.

 

Heinrich Hertz, tio de Gustav

 

2 – Começo da carreira

Em 1913, foi contratado como professor assistente na Universidade de Berlim. Nesta fase, começou a parceria com o físico James Franck, com quem mudaria a Física para sempre. No entanto, no ano seguinte, foi chamado para o serviço militar durante a Primeira Guerra Mundial. Em sua atuação no conflito, foi seriamente ferido em 1915, precisando de dois anos para se recuperar. Retornou para Berlim em 1917, desta vez como professor titular.

 

James Franck, parceiro científico de Hertz 

 

3 – O Experimento de Franck-Hertz

Entre 1913 e 1914, Hertz e Franck demonstraram que os níveis de energia atômicos existem de fato, corroborando o modelo de Bohr (saiba mais aqui). Usando vapor de mercúrio, perceberam que o átomo precisa receber certa quantidade de elétrons-volt para ser energizado. Isto se provou correto com outros elementos químicos, como o neônio, por exemplo. Esse experimento fez com que os dois cientistas ganhassem o Prêmio Nobel de Física (saiba mais aqui) em 1925.

 

Experimento de Franck-Hertz

 

4 – Crescimento profissional

No mesmo ano que recebeu o Nobel, Hertz se tornou professor na Universidade de Halle, mas quatro anos depois retornou para Berlim, desta vez como diretor do Departamento de Física de um instituto tecnológico. Em 1935 saiu do meio acadêmico para trabalhar em um laboratório de pesquisa da Siemens. Com a separação da Alemanha após a Segunda Guerra Mundial, o cientista alemão ficou trabalhando para o lado Oriental, vinculado a União Soviética. Entre 1945 e 1954, exerceu um cargo de chefia em instalações soviéticas.

 

 

5 – Fim da vida

Hertz voltou para a Alemanha como professor da Universidade Karl Marx, em Leipzig. Trabalhou até 1961, quando se aposentou. Alguns anos depois foi morar novamente em Berlim, onde morreu em 1975, com 88 anos de idade. Gustav foi casado duas vezes e teve dois filhos, que também se tornaram proeminentes cientistas. Ele foi membro de uma família conhecida por sua contribuição para as Ciências.

  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •