5 curiosidades sobre Roald Amundsen

Conheça mais sobre esse explorador norueguês

 

1 – Infância e juventude

Roald Engelbregt Gravning Amundsen foi um explorador norueguês nascido em 16 de julho de 1872. Natural da cidade de Borge, era membro de uma família conhecida por sua carreira na marinha e como proprietários de barcos e navios. A mãe o queria longe das navegações, pedindo que seguisse uma carreira na Medicina. Ele aceitou o pedido, entrando na faculdade em 1890, entretanto, a morte prematura dela foi uma motivação para o jovem largar a faculdade e se tornar um explorador.

 

A conquista do Polo Sul.

 

2 – Início das explorações

Amundsen desistiu da universidade e do conforto de casa para se tornar um aprendiz de marinheiro em um navio caça-focas. Nesta época tinha apenas 21 anos. Nos dois anos seguintes viajou entre o Atlântico Norte, conhecendo figuras importantes nos Estados Unidos e retornando para Cristiania (atual Oslo), capital norueguesa, para ganhar sua licença de navegador. Em 1897, o explorador norueguês partiu como primeiro oficial de uma expedição belga para estudar a Antártida. O continente gelado era ainda pouco conhecido, e os pesquisadores foram o primeiro grupo humano a passar um inverno no local. O grupo sofreu muito com o rigoroso inverno antártico, tendo que se alimentar de carne de pinguim e de focas para sobreviver.

 

Dirigível Norge sobre Alesund, Noruega em 1926, sendo preparado para a travessia do Ártico.

 

3 – Navegando no Ártico

No ano de 1903, Amundsen partiu em busca da Passagem Noroeste, ponto de encontro dos Oceanos Atlântico e Pacífico no norte da Terra. Ele e mais seis tripulantes saíram da Noruega em direção à Groenlândia. Depois se assentaram por dois anos no extremo norte do Canadá, conhecendo os povos esquimós da região e cartografando ilhas até então desconhecidas. Explorou o grande arquipélago canadense próximo ao Ártico, inclusive detectando o Polo Norte magnético do mundo. Em dezembro de 1905 conseguiu chegar na Passagem Noroeste, mas percebeu que ela tem muito pouca profundidade, sendo impossível que navios de grande porte a utilizem.

 

Roald Amundsen em 1920

 

4 – O Polo Sul

O explorador nórdico tinha a meta de encontrar o Polo Norte, contudo, dois exploradores norte-americanos chegaram ao local antes. Desse modo, Amundsen decidiu que iria encontrar o Polo Sul geográfico da Terra. Em 1910 partiu de sua terra natal e assim que chegou, esperou o inverno passar para seguir a expedição. Em outubro de 1911 decidiu seguir viagem. Com a ajuda de mais 4 pessoas e cães de trenó extremamente bem treinados, chegou ao ponto mais ao sul do planeta em 14 de dezembro de 1911. Mesmo sendo um dia ensolarado, as temperaturas chegavam a -25°C. Seu retorno até o acampamento só aconteceria mais de um mês depois, e a descoberta só foi noticiada em março de 1912.

 

Navio polar Belgica.

 

5 – Expedições finais

Nos anos seguintes investiu em expedições para a Passagem Noroeste – sem sucesso – e para o Ártico, desta vez utilizando um avião e um dirigível. Com este último meio de transporte conseguiu chegar ao Polo Norte. En 1928, quando soube que seu amigo e colaborador Umberto Nobile tinha sofrido um acidente com um dirigível próximo a um arquipélago ártico, Amundsen partiu para o resgate com seu hidroavião, mas nunca retornou. Morreu com 55 anos, e até hoje, seus restos mortais e os destroços da aeronave nunca foram achados.

 

  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •