Pessoas

5 fatos sobre Giuseppe Moscati

Saiba mais sobre a vida deste médico italiano que se tornou santo da Igreja Católica

1 – Infância e juventude

Natural de benevento, na Itália, Giuseppe Moscati foi um médico, pesquisador científico e é um santo da Igreja Católica. Nascido em 25 de julho de 1880, veio de uma família nobre da região. Se mudou com os familiares para Nápoles, e desde cedo demonstrava sua forte religiosidade. Na sua juventude, presenciou os cuidados recebidos por um dos seus irmãos mais velhos, que havia sofrido um  traumatismo craniano após uma queda de cavalo. Desde momento em diante decidiu cursar Medicina.

Moscati criança

2 – Faculdade e início de carreira

No mesmo ano em que seu pai morreu, concluiu o ensino médio e entrou na faculdade de Medicina. Formado, ainda conseguiu seu doutorado em 1903. Logo que saiu da universidade, foi trabalhar no Hospital dos Incuráveis (Riuniti Ospedali degli Incurabili, em italiano). Além da sua atuação médica profissional, também cuidava do seu irmão doente e era administrador de uma das alas do hospital. Um dos fatos interessantes do início da sua carreira é a evacuação com sucesso dos pacientes após a erupção do Monte Vesúvio, vulcão próximo à Nápoles.

Moscati no início da carreira

3 – Homem de fé e da ciência

Moscati ficou conhecido por sua ótima atuação como médico, mas ainda mais por ser uma pessoa excepcional, que atendia pessoas pobres de graça em sua casa. Também oferecia ajuda espiritual e um ombro amigo àqueles que estavam próximos da morte. Ia à missa diariamente e fez um voto de castidade desde a juventude, mesmo que não tivesse se tornado um sacerdote.

O médico italiano ficou conhecido por atender os pobres e as pessoas com doenças incuráveis

4 – Anos de atuação

Em 1911, foi encarregado pelo governo local para liderar o combate a uma epidemia de cólera que devastou a cidade. No mesmo ano, conseguiu outro doutorado, desta vez em química fisiológica. Por alguns anos foi supervisor do Instituto Local de Anatomia Patológica. Quando a Primeira Guerra Mundial começou em 1914, Moscati pretendia se alistar, mas acabou sendo convencido a ficar tratando os soldados feridos. Ele chegou a atender mais de 3000 militares durante o conflito.

A tumba de Moscati em Nápoles

5 – Anos finais

Em 1922, Giuseppe Moscati se tornou professor universitário, mas continuou com sua pesada rotina. Em 12 de abril de 1927, foi para a missa matinal, depois para o hospital no qual trabalhava, logo em seguida foi atender pacientes em casa até as 15 hrs. No entanto, em dado momento, disse que estava passando mal e que precisava descansar um pouco. Se recostou em uma poltrona e lá faleceu deste mal súbito. Tinha apenas 47 anos. Logo após sua morte, muitas pessoas começaram a rezar em nome do falecido médico. Esta fé, fez com que alguns milagres fossem reportados após orações para Moscati. Ele acabou sendo beatificado em 1975 e canonizado em 1987. Foi o primeiro médico moderno a se tornar santo da Igreja Católica.

  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Pular para a barra de ferramentas