Pessoas

5 fatos sobre Habib Bourguiba

Conheça mais sobre esse político tunisiano

 

1 – Infância e juventude

Natural da cidade de Monastir, Habib Bourguiba foi um político tunisiano, primeiro presidente do seu país. Nascido em 3 de agosto de 1903, era o sétimo filho de um militar. Teve uma educação privilegiada para a época, inclusive estudando Direito e Ciência Política na Universidade Sorbonne durante os anos 20. Neste período conheceu intelectuais pró-independência das colônias francesas da África do Norte. Também se baseou na cultura ocidental, buscando levar o secularismo para a cultura árabe.

 

Bourguiba em 1917

 

2 – Volta

Em 1927, Bourguiba retornou para a Tunísia (saiba mais aqui), onde se tornou advogado e um grande defensor da causa independentista. Inicialmente, participou de um jornal revolucionário e do Partido Destour. Logo rompeu com a agremiação alegando que seus líderes eram conservadores e não agiam. Em 1934 fundou com outros colegas o Partido Neo-Destour, que pregava a independência de uma forma muito mais afrontosa ao domínio francês. Deste modo foi preso e exilado no Deserto do Saara.

 

Ali Bourguiba cercado por seus filhos Mohamed, Ahmed, M’hamed, Mahmoud e Habib

 

3 – Luta política

Após dois anos preso, Bourguiba retornou como um formidável líder do movimento nacionalista tunisiano. Entre 1936 e 1938 organizou o Neo-Destour em todo o país, mobilizando os trabalhadores rurais, sindicatos, estudantes e associações de classe. Por estas ações, foi novamente preso, desta vez passando 4 anos encarcerado em prisões militares na França. De volta à Tunísia, foi moram em uma Tunis sitiada pelos alemães em plena Segunda Guerra. Em 1945 se mudou para o Egito, mas continuou lutando pela independência da sua nação, viajando para vários países do mundo em busca de apoio.

 

Bourguiba assinou a constituição em 1º de junho de 1959.

 

4 – A independência

Na década de 50 foi novamente preso, mas dois anos depois foi solto pelas autoridades francesas com o intuito de impedir uma guerra. Nesta época, alguns grupos nacionalistas haviam se tornado terroristas. Após muitas negociações, a Tunísia se tornou independente em 1956 e aboliu a monarquia. Bourguiba se tornou o primeiro presidente do país, no ano seguinte. Ao mesmo tempo que liderou a construção da Constituição e das demais instituições políticas do país, o líder do Neo-Destour buscava controlar a política nacional completamente. Também lutou pela igualdade entre homens e mulheres sem esquecer das raízes islâmicas.

 

Tumba de Bourguiba em Monastir

 

5 – Governo e queda

Ao implementar várias reformas no início, Bourguiba modernizou o país e tentou uma forma mais suave de socialismo. Este fato fez com que tivesse boas relações tanto com os países capitalistas, quanto com os comunistas, em uma época marcada pela divisão ideológica do mundo. Mesmo com esses avanços, o líder tunisiano governou durante 30 anos (1957-1987) em um regime de partido único. Se tornou uma figura autoritária com o tempo. Em 1987 sofreu um golpe militar (saiba mais aqui) das Forças Armadas, que o exilaram na sua cidade natal. A principal motivação foi a crise econômica que se alastrava sobre a Tunísia. Durante os anos seguintes viveu praticamente em prisão domiciliar. Faleceu em abril de 2000, com 96 anos de idade.

  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Pular para a barra de ferramentas