Pessoas

5 fatos sobre Hugo Banzer

Conheça mais sobre esse famoso boliviano

 

1 – Natural de Santa Cruz de la Sierra, Hugo Banzer foi um militar e ditador boliviano nascido em 10 de maio de 1926. Era descendente de imigrantes alemães produtores rurais. Durante sua juventude foi aluno em academias militares de renome, como duas instituições nos Estados Unidos e uma no Brasil. Logo se tornou oficial do Exército Boliviano.

 

Hugo Banzer na década de 70.

 

2 – Com 35 anos foi promovido para a patente de coronel. Com o golpe de estado (saiba mais aqui) que colocou o general René Barrientos no poder em 1964, Banzer se tornou ministro da educação da Bolívia. Sua participação na política começou a aumentar, como um dos líderes da ala mais conservadora do exército. Em 1967 saiu do ministério para ser o representante militar boliviano em Washington, capital norte-americana. De volta em 1969, se tornou o diretor da Academia Militar boliviana.

 

René Barrientos foi um oficial militar e político boliviano que atuou como vice-presidente de seu país em 1964 e como seu presidente de 1966 a 1969.

 

3 – O exército boliviano era bem polarizado, com muitos oficiais de direita e esquerda lutando pelo poder do país. Em 1970, o general Juan José Torres, assumiu a presidência e pretendia fazer diversas reformas socialistas na Bolívia. Desse modo, Banzer como um dos líderes da ala conservadora das Forças Armadas, aplicou um golpe militar em agosto de 1971. Com a rápida tomada ao poder, muitos relatos apontam para a ajuda norte-americana e brasileira para essa ação.

 

Yolanda Prad, esposa do falecido ditador e presidente da Bolívia, Hugo Banzer Suárez

 

4 – Como ditador, Hugo Banzer governou o país durante 7 anos. O líder boliviano abriu o país para investimentos internacionais, e houve um certo crescimento econômico, no entanto, a dívida externa da Bolívia aumentou consideravelmente, o que causou graves problemas para os bolivianos nos anos seguintes. Seu governo também foi conhecido pela forte oposição aos opositores, intelectuais e estudantes. Em 1974, o general sobreviveu a duas tentativas de golpe. Além disso, seus dois principais opositores, que estavam exilados, foram assassinados em 1976 de forma bem sombria.

 

Na frente de parlamentares e convidados especiais.

 

5 – Em 1978 foi derrubado do cargo pelo general Juan Pereda. Foi exilado, mas após uma breve reabertura democrática, retornou ao país no ano seguinte e fundou a Aliança Democrática Nacionalista (ADN). Ficou na política boliviana em todos os anos 80, sendo sempre o segunda candidato mais votado. Em 1997, Banzer foi eleito presidente de forma democrática. Governou até 2001, com um governo marcado pelos protestos populares e casos de corrupção e nepotismo. De bom, o combate ao narcotráfico e às plantações ilegais de coca. Sofrendo de câncer, renunciou para tratar a doença, porém faleceu pouco tempo depois na sua cidade natal, aos 75 anos de idade.

  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Pular para a barra de ferramentas