Pessoas

5 fatos sobre Maysa

Saiba mais sobre a história de vida desta grande cantora brasileira

 

1 – Infância e Juventude

Famosa cantora, compositora e atriz brasileira, Maysa Figueira Monjardim nasceu em 6 de junho de 1936. Natural do Rio de Janeiro, era filha de uma proeminente família do Espírito Santo. Com 7 anos foi estudar em um colégio interno em Paris, só retornando 4 anos depois. Em 1947 seus familiares mudaram-se para Bauru e em 1950 para São Paulo, por conta do emprego do pai. Sempre se destacou na música, mas se apresentava apenas para amigos e parentes. Desde cedo se mostrava uma mulher independente e que não aceitava a submissão da época.

 

Uma jovem Maysa ao violão

 

2 – Primeiro casamento e começo da carreira

Em 1954, com apenas 18 anos, casou-se com André Matarazzo, rico empresário amigo da família. Ele era quase 20 anos mais velho que ela. Em pouco tempo nasceu seu filho Jayme, conhecido diretor de cinema e novelas. Em 1957 se separou: Maysa queria seguir sua carreira musical, mas seu esposo dizia que ela deveria ser apenas uma dona de casa. Mesmo tendo lançado um disco em 1956, o álbum “Maysa” (1957) foi o seu primeiro com fins comerciais. Este título acabou se revelando um grande sucesso, e a cantora foi eleita uma das revelações do cenário musical brasileiro no ano do lançamento.

 

Nas vestes do seu primeiro casamento

 

3 – Anos de muita fama

Já em 1958, Maysa despontou como principal cantora brasileira, vencendo prêmios e vendendo muitos discos. Entre 1958 e 1962 ela lançou 12 álbuns e conseguiu um programa de TV. Neste período deixou a criação do filho para o ex-marido e a nova esposa dele. Depois, o garoto foi mandado para um internato na Espanha, fato que marcou a vida da cantora e de Jayme como um ponto de grandes mágoas. Nesta época de sucesso excursionou por diversos países, sendo aclamada pela crítica e pelo público.

 

Com seu filho Jayme Monjardim

 

4 – Escândalos e vícios

Muito famosa por seu gênio forte, Maysa colecionou brigas e escândalos em locais públicos durante sua carreira. Esses fatos foram aumentados por conta do seu vício em álcool, cigarro, calmantes e outras drogas sintéticas. Por conta da sua personalidade explosiva e intensa, a cantora teve muitas crises depressivas, chegando a tentar suicídio algumas vezes. Muitos desses eventos eram causados por brigas e desilusões com seus esposos, amantes ou namorados. Após morar algum tempo na Espanha, retornou para o Brasil em 1969. No início da década de 70, Maysa tentou adentrar nas telenovelas. Em 1971 gravou dois shows do tipo, sendo aclamada pelo seu papel em “O Cafona”, onde foi considerada atriz revelação.

 

Fotos do carro de Maysa após o acidente que a vitimou em 1977

 

5 – Fim da vida

Foi morar em 1972 em uma casa de praia em Maricá, município próximo do Rio. Lutava contra a depressão e os vícios. Neste período viveu com o ator Carlos Alberto, seu último companheiro conhecido. Em 1974 atingiu o fundo do poço, pois seu filho havia retornado da Espanha e considerava que a cantora o havia abandonado lá. Com a ajuda de familiares, uma reconciliação foi conseguida alguns anos depois. Em 1977, enquanto voltava de uma celebração vinculada ao casamento do filho, Maysa sofreu um grave acidente de carro na ponte Rio-Niterói. Alguns exames indicaram que ela estava sóbria no momento, mas muitas pessoas afirmam que a artista estava vários dias sem dormir por conta de remédios para emagrecimento. Faleceu com apenas 40 anos de idade. Uma minissérie sobre a vida da cantora foi feita em 2009, sendo dirigida pelo filho de Maysa.

 

  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Pular para a barra de ferramentas