Pessoas

6 fatos sobre João Cabral de Melo Neto

Conheça mais sobre esse importante poeta e diplomata brasileiro

 

1 – Pernambucano de Recife, João Cabral de Melo Neto foi um importante poeta e diplomata brasileiro. Nascido em 9 de janeiro de 1920, fez parte da terceira geração do modernismo brasileiro. Filho de uma família abastada, era primo de Manuel Bandeira e do sociólogo Gilberto Freyre.

 

Estátua de João Cabral de Melo Neto – Recife, Pernambuco, Brasil

 

2 – Era um leitor ávido desde a infância. Viveu muitos momentos da sua juventude nos engenhos da família na Região Metropolitana do Recife. Em 1942 se muda com a família para o Rio de Janeiro, onde publica seu primeiro livro “Pedra do Sono” no mesmo ano. Desde a primeira obra mostra em seus poemas um ar surrealista. Lançou outros livros em 1943 e 1945.

 

Capa do seu primeiro livro “Pedra do Sono”

 

3 – Em 1947 sua vida mudou de rumo ao ser aprovado no concurso para a carreira diplomática. Durante sua vida morou em diversas cidades mundo afora: Dacar, Barcelona, Londres, Genebra, Assunção e etc. Nos anos 50 foi perseguido pelo presidente Getúlio Vargas (saiba mais aqui), sendo acusado de comunista. Em 1955 João Cabral lançou “Morte e Vida Severina”, considerada sua principal obra. O livro recebeu diversas adaptações no Teatro, Cinema e Televisão.

 

Capa do livro Morte e Vida Severina. Créditos: Editora José Olympio

 

4 – A partir da década de 50 começou a escrever mais sobre temas sociais. Nos anos 60 continuou sua produção e foi aclamado membro da Academia Pernambucana de Letras e posteriormente da Academia Brasileira de Letras, em 1969. Sua poesia começou a ser considerada genial pela vastidão de características diferentes que carregava.

 

João Cabral de Melo Neto e Antonio Cândido em 1994.

 

5 – Tendo produzido apenas uma obra na década de 70, João Cabral publicou quatro obras nos anos 80. Em 1990 foi o primeiro brasileiro a receber o Prêmio Camões, criado no ano anterior. Essa premiação é dada para os maiores escritores da língua portuguesa. Em 1992 venceu o Prêmio Neustadt, organizado pela Universidade de Oklahoma e realizado a cada dois anos. É o único brasileiro a conseguir tal feito.

 

Vinícius de Moraes (saiba mais aqui) e João Cabral de Melo Neto em Paris, anos 70

 

6 – Em 1992 foi acometido por uma grave doença na visão, que foi o tornando cego gradativamente. Caiu em profunda depressão, só produzindo outro livro no ano da sua morte: 1999. Em outubro deste ano, João Cabral de Melo Neto teve um ataque cardíaco fulminante e não resistiu. Tinha 79 anos de idade. Mesmo após a seu falecimento, seu legado permanece. É considerado um dos maiores poetas de língua portuguesa da história. Era cotado para vencer o Prêmio Nobel de Literatura (saiba mais aqui) no ano em que morreu.

  • 9
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Pular para a barra de ferramentas