Pessoas

6 fatos sobre Nicolau Maquiavel

Conheça mais sobre esse famoso italiano

 

1 – Natural de Florença, Nicolau Maquiavel (Niccolò di Bernardo dei Machiavelli, em italiano) foi um historiador e diplomata nascido em 3 de maio de 1469. Suas obras marcaram para sempre o estudo da política. Vindo de uma família antiga da República Florentina, seus pais se encontravam empobrecidos quando nasceu. Estudou latim desde a infância, além de matemática. Pouco mais se sabe sobre a sua vida até a década de 1490.

 

Nicolau Maquiavelpintura de Santi di Tito, no Palazzo Vecchio.

 

2 – Em 1498 começou a fazer parte da Segunda Chancelaria de Florença. Órgão vinculado à diplomacia e à política interna, também servia como entidade de assessoramento político da Senhoria, que era responsável pelo governo florentino. Participou de missões para contratar mercenários para as guerras do período, além de firmar uma aliança com a França – que havia dominado Milão – para derrotar a República de Pisa.

 

Casa de Maquiavel durante seu exílio em Sant’Andrea in Percussina.

 

3 – Em 1502 Maquiavel se encontrou com César Bórgia, líder militar e filho do Papa Alexandre VI. Muito ambicioso, pretendia dominar a maior quantidade de territórios possível. Com uma guerra iminente contra Florença, o diplomata florentino foi enviado como auxiliar nas negociações. Com a morte do Papa em 1503, os Bórgia se enfraqueceram e perderam as chances de negociar com Florença.

 

O túmulo de Maquiavel na Basílica de Santa Cruz.

 

4 – Em 1503 Maquiavel se tornou embaixador, inclusive servindo como negociador com o Papa Júlio II em relação a uma guerra contra Veneza. Em 1505 teve a ideia de criar um exército composto por cidadãos florentinos, com o intuito de retirar o poder que os mercenários tinham em relação aos Estados Italianos da época. Em 1508 liderou a missão diplomática em Viena, capital do Sacro Império Romano-Germânico. Ao retornar no ano seguinte, ajudou nos preparativos para a campanha final contra a República de Pisa. A última invasão florentina acabou com uma guerra que durava 15 anos.

 

Folha de rosto da edição de 1550 de O Príncipe e de A vida de Castruccio Castracani da Lucca, de Nicolau Maquiavel.

 

5 – Florença era aliada dos Estados Papais e da França, e uma guerra entre os dois era iminente. Maquiavel foi encarregado de negociar e ganhar tempo. Após alguns anos de tensão, uma aliança invadiu os territórios florentinos, acabou com a República e colocou de volta ao poder a família Médici. Em 1512, o diplomata e historiador foi demitido. No ano seguinte, com as suspeitas de que era um conspirador para o retorno do governo republicano, foi preso e torturado. Apenas quando o Papa Leão X, um Médici, assumiu o papado, Maquiavel foi libertado.

 

Maquiavel
Busto no Palazzo Vecchio, em Florença.

 

6 – Mesmo libertado, acabou exilado. Nesse período de ostracismo desenvolveu suas principais obras, como: “O Príncipe” e “Os Discursos sobre a Primeira Década de Tito Lívio”. Com o contato com escritores renascentistas, Maquiavel se arriscou e escreveu a grande peça “A Mandrágora”. Em 1520 foi retirado do exílio e contratado por Júlio de Médici para escrever sobre a história de Florença. No mesmo ano publicou “A Arte da Guerra”. Em 1527, a República foi restabelecida e desta vez, o intelectual foi afastado por ter trabalhado com os Médici. No mesmo ano, acometido de dores intestinais faleceu aos 58 anos.

  • 5
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Pular para a barra de ferramentas