Pessoas

7 curiosidades sobre Linus Pauling

Conheça mais sobre esse famoso químico

 

1 – Natural de Portland, Estados Unidos, Linus Carl Pauling foi um famoso químico ganhador de dois Prêmios Nobel (saiba mais aqui). Nascido em 28 de fevereiro de 1901, era filho de um farmacêutico sem sucesso financeiro. Até os 9 anos ele e a família viajavam por todo o estado do Oregon em busca de melhores oportunidades. Com a morte do pai em 1910, a mãe teve que tomar conta dos três filhos. Criança que lia muito, Pauling se apaixonou pela Química ao observar experimentos feitos na casa de um amigo.

 

Pai de Linus Pauling, Herman Henry William Pauling (1900).

 

2 – Durante o ensino médio, o futuro cientista fazia experiências com materiais achados em uma fábrica abandonada. Mesmo tendo sido um bom aluno, Pauling não recebeu seu diploma colegial por ter reprovado em História dos Estados Unidos – só receberia o documento 45 anos depois. Como a falta destes créditos não o impedirem de ingressar na faculdade, foi aprovado na Universidade Agrícola do oregon (atual Universidade Estadual do Oregon). Para pagar a faculdade e ajudar a mãe, trabalhava em período integral: foi entregador de leite, projecionista de cinema e ajudante em um estaleiro. No segundo ano de faculdade, por seu talento nato para a Química, foi contratado como professor de uma disciplina na qual tinha sido aluno no ano anterior. Ou seja, antes mesmo de acabar a graduação, Linus Pauling já era professor universitário.

 

Pauling graduou-se pela Universidade Agrícola do Oregon em 1922.

 

3 – Formado em 1922, foi fazer o doutorado Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech). Lá continuou seus estudos sobre a configuração eletrônica dos átomos e se doutorou ao analisar a estrutura atômica dos cristais através de feixes de raio-x. Casou-se em 1923, e teve quatro filhos desta união. Após receber o título de doutor em 1925, ganhou uma bolsa para receber orientação de grandes cientistas na Europa. Por exemplo, foi orientando de Niels Bohr (saiba mais aqui) e Erwin Schröndiger (conheça melhor neste link). De volta aos Estados Unidos em 1927, se tornou professor de Química Teórica da Caltech.

 

Variação da electronegatividade à medida que se desce nos grupos da tabela periódica.

 

4 – 1932 foi um ano de ouro para Linus Pauling: desenvolveu o conceito de eletronegatividade e criou o famoso diagrama (ou escala) de Pauling, tão usada nas aulas de química no ensino médio até os dias atuais para ensinar aos alunos a distribuição dos elétrons nos subníveis da eletrosfera atômica. Em 1939 lançou a obra-prima A Natureza das Ligações Químicas, livro que o tornaria famoso mundialmente. Por conta do seu trabalho nesta área, recebeu o Prêmio Nobel de Química em 1954.

 

Linus Pauling fica no quadro-negro em seu laboratório de química. Fonte: GettyImages

 

5 – Estudou ainda a estrutura dos átomos e foi um dos precursores da Biologia Molecular, quase descobrindo de forma correta a forma e as funções do DNA. Também se destacou na Genética e na Medicina, pesquisando sobre o efieto das vitaminas e sais minerais têm no corpo humano. Dessa área de pesquisa de Pauling surgiu a Medicina Ortomolecular, que não é bem aceita pela medicina tradicional. O interesse do químico neste tópico se deu ao descobrir que tinha uma doença renal crônica.

 

Com a família após o prêmio nobel de química em 1954.

 

6 – Pauling foi contrário ao desenvolvimento das armas nucleares desde o início. Seu ativismo aumentou após a explosão das bombas nucleares na Segunda Guerra Mundial. Teve até seu passaporte confiscado em 1952 por conta disto. Também foi perseguido por outros cientistas, políticos e pela imprensa norte-americana, sendo taxado de pacifista-comunista. Em 1958 ele e sua esposa, Ava, levaram um abaixo-assinado contendo mais de 11 mil assinaturas de pessoas do meio científico contra os testes nucleares. Por conta deste trabalho, recebeu o Prêmio Nobel da Paz de 1962. Apenas ele e mais três pessoas conseguiram o feito de receberem dois Prêmios Nobel.

 

Nos últimos anos de sua vida.

7 – Por conta da sua visão pacifista e confundido com um comunista, não era mais bem visto no seu departamento na Caltech. Se demitiu em 1964, indo trabalhar na Universidade da Califórnia em San Diego e depois em Stanford. Até o fim da vida protestou contra os conflitos armados e o intervencionismo norte-americano na América Latina. Morreu aos 93 anos em agosto de 1994. Linus Pauling deixou um enorme legado para a Ciência, sendo um dos grandes responsáveis por seu desenvolvimento no Século 20.

  • 11
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Pular para a barra de ferramentas