7 curiosidades sobre Madagascar

Conheça mais sobre esse país africano

 

1 – Informações gerais26

A República de Madagascar é um país africano banhado pelo Oceano Índico. Uma grande ilha próxima da África, faz fronteira marítima com alguns países-arquipélago da região, além de Moçambique, localizado no continente africano. Com uma composição étnica e cultural singular, esta nação conseguiu sua independência da França em 26 de junho de 1960. Vamos conhecer mais sobre este local único…

 

Bandeira de Madagascar.

2 – Demografia

Com mais de 20 milhões de habitantes, Madagascar tem como capital a cidade de Antananarivo, a única com mais de 1 milhão de habitantes no país. Habitada originalmente por navegantes vindos da Indonésia e Malásia, a ilha recebeu posteriormente um grande êxodo de povos africanos, o que causou uma mistura única na população local. Surgiram 18 tribos desta mistura. Até por isso, o principal idioma falado é o malgaxe, de origem malaio-polinésia. No entanto, nas diversas áreas do país, há diferentes dialetos baseados no malgaxe sendo falados. Por conta da colonização francesa, o francês é considerado uma língua oficial também. No âmbito religioso, 48% da população segue crenças tradicionais, enquanto 26% e 23% são evangélicos e católicos, respectivamente. 70% da população vive na zona rural, enquanto apenas 30% vivem nas cidades.

 

Localização da Republica de Madagascar no mapa Múndi.

 

3 – Geografia

Madagascar é a maior ilha africana e a quarta maior do mundo. Com uma área de 587 mil km², tem um tamanho parecido com o estado de Minas Gerais. Existem algumas ilhas menores ao redor de toda a parte principal do país. Um grande planalto central ocupa mais da metade da extensão territorial malgaxe. O monte Maromokotro é o ponto mais alto da nação, com uma altitude de 2.876 m. Mesmo com clima tropical, o sul é marcado por pouquíssimas chuvas, enquanto outros locais sofrem anualmente com diversas tempestades e ciclones. Muito da floresta original foi destruída pelos homens, o que ameaça a sobrevivência de uma grande quantidade de espécies animais e vegetais que só existem no território malgaxe. Por exemplo, os lêmures são um exemplo de grupo animal que só existe em Madagascar.

 

Províncias de Madagáscar.        1. Antananarivo
2. Antsiranana
3. Fianarantsoa
4. Mahajanga
5. Toamasina
6. Toliara

 

4 – Economia

Um dos países mais pobres do mundo, sofre com o baixo desenvolvimento humano – IDH de 0,512 – e a baixa renda média da população. A agricultura é o principal setor econômico local, mas é mais utilizado para a subsistência dos habitantes malgaxes. O café é um dos poucos produtos agrícolas exportados pela ilha. Mesmo sem grandes recursos minerais, Madagascar possui as maiores reservas de titânio do mundo. Nos últimos anos, os governos estão investindo no ecoturismo, e na melhoria da agricultura e da pecuária para fomentar o crescimento econômico. De fato, houve um bom desenvolvimento da economia nacional, mas é possível que a desigualdade social também cresceu. A moeda local se chama Ariary, que tem o mesmo nome desde o Século 17.

 

Antananarivo, capital e principal centro financeiro do país.

 

5 – Política

Uma república semipresidencialista, Madagascar é governada de fato pelo presidente, tendo o primeiro-ministro um papel secundário. No final da década passada passou por uma grave crise política que acabou em golpe militar perpetrado pelos militares. Nos últimos anos, a Constituição e a democracia voltaram a serem obedecidas. O território malgaxe é dividido em 6 províncias, que por sua vez correspondem a soma de 148 departamentos. A Assembleia Nacional possui 150 membros eleitos de forma direta pelo povo. Em uma reforma nos anos 2000 foi criado o Senado malgaxe.

 

Republica de Madagascar. Credit: Leslie WEST

 

6 – História

A ilha era inabitada até a chegada de navegadores malaio-polinésios que se estabeleceram ainda na antiguidade. Alguns séculos depois, populações africanas foram se estabelecendo na costa, assim como mercadores árabes. Os europeus tentaram colonizar Madagascar desde o Século 16, sem sucesso até a intervenção francesa no norte do país no século seguinte. O principal reino livre surgido no território malgaxe foi o Merina, que governou a maioria da ilha até o final do século 19. Os franceses foram se apossando aos poucos até tomarem de vez o controle de toda a área. Os franceses aboliram a escravidão e expulsaram a família real merina do arquipélago. Após quase 70 anos de domínio francês, Madagascar conseguiu sua independência em 1960. Nos anos seguintes, o país sofreu com diversas crises políticas e ditaduras, tanto de esquerda, quanto de direita. Apenas nos anos 2000 o país promulgou uma nova constituição democrática. Em 2009 houve a última crise local, com a retirada do presidente eleito pelos militares. Aparentemente, depois deste episódio, o país está mais estável.

 

Isalo National Park

 

7 – Cultura e esportes

A cultura malgaxe é única no mundo. O alimento nacional é o arroz, herança dos povos asiáticos que povoaram o país inicialmente. Os habitantes locais costumam utilizar muitos condimentos nos alimentos consumidos, assim como molhos. A culinária local é rica e variada por conta das diversas influências presentes em Madagascar. Existem muitos rituais religiosos próprios da ilha, assim como o artesanato. Nos esportes, Madagascar participa das Olimpíadas desde a década de 60, mas não conseguiu nenhuma medalha até os dias atuais.

 

  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •